A linguagem do povo de Deus

A linguagem do povo de Deus

A primeira carta Aos coríntios capítulo 13, deve nos levar constantemente a refletirmos sobre a linguagem que temos usado enquanto povo de Deus, pois os mesmos textos que pregamos, são os que nos desafiam a pratica-los e esse texto creio que seja o mais vital no que diz respeito a evangelização, pois o evangelho é vida e a única forma de demonstrarmos vida é através do amor.

Jesus vai além das justiças dos fariseus e das nossas quando diz que deixaria um novo mandamento: Jo 13:34 “Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós, que também vós uns aos outros vos ameis.” Temos ensinado teologia, doutrina, comunhão, adoração e outras, mas só conseguiremos viver a plenitude delas, quando vivenciarmos de fato o amor, pois, a essência da pregação de Jesus, é o amor! O amor é a base de tudo o que se entende por evangelho!

Do versículo 1 ao 3 (I Co), nos diz que sem amor, qualquer coisa que fizermos para Deus, mesmo com a melhor das intensões, de nada adianta! Em Mateus 7, Jesus diz que naquele dia muitos chegarão diante dele e dirão: “mas Senhor! No teu nome nos profetizávamos, no teu nome expulsávamos demônios e até fazíamos milagres…” Porque Jesus está dizendo isso? Porque a base da nossa pregação, do acontecimento de milagres e expulsão de demônios e a base de tudo o que vivemos, tem que ser o amor!

Mt 5:16 “assim brilhe a luz de vocês diante dos homens, para que vejam as suas boas obras e glorifiquem ao pai de vocês, que está nos céus.” a nossa luz só pode brilhar através do amor! é assim que a luz de Jesus brilha! Porque os pecadores queriam ficar perto de Jesus? porque fluía amor dele, Jesus exalava amor! Jo 3:16 nos diz que “Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho Unigênito…” Deus enviou o seu filho por tanto amor que há em seu coração. E Jesus por ser da mesma essência de Deus não poderia exercer seu ministério sem que o amor fosse a tônica de sua pregação.

Na primeira carta de João, Jesus nos diz que quem não ama a seu irmão, não ama a Deus e vive uma vida de mentira! I Jo 4:20,21 “Se alguém disser: Amo a Deus, mas odeia seu irmão, é mentiroso. Porque aquele que não ama seu irmão, a quem vê, é incapaz de amar a Deus, a quem não vê. Temos de Deus este mandamento: o que amar a Deus, ame também a seu irmão.” Em I Jo 2:9 “Aquele que diz que está na luz, e não ama a seu irmão, até agora está em trevas.”

Essa conversa de amor é muito séria! Fazemos seminários para discutir tantos assuntos, mas fazemos poucos para falar sobre o amor. Na grande comissão Mt 28:18-20), Jesus disse que deveríamos ensinar aqueles que começam a servi-lo todas as coisas que Ele havia ensinado. Daí a pergunta: como se faz isso? Se não os ensinarmos a amarem, não aprenderão nada sobre o evangelho, pois Deus é amor!!! (I Jo 4:8) e desde o princípio foi assim!

Paulo fala que vai passar a ensinar algo sobremodo excelente, ou seja, um ensinamento que está acima de todos os outros, e começa a ensinar sobre o amor: I Co 13:4-13 “O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha. Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor. O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor jamais acaba; mas as profecias desaparecerão, as línguas cessarão, o conhecimento passará. Pois em parte conhecemos e em parte profetizamos; quando, porém, vier o que é perfeito, o que é imperfeito desaparecerá. Quando eu era menino, falava como menino, pensava como menino e raciocinava como menino. Quando me tornei homem, deixei para trás as coisas de menino. Agora, pois, vemos apenas um reflexo obscuro, como em espelho; mas, então, veremos face a face. Agora conheço em parte; então, conhecerei plenamente, da mesma forma como sou plenamente conhecido. Assim, permanecem agora estes três: a fé, a esperança e o amor. O maior deles, porém, é o amor.” 

Por que o amor? Porque é a linguagem do reino e deve ser a nossa! O fim principal de Deus na vida do homem, não é a salvação, mas o propósito que Ele tem a cumprir através da salvação e o maior propósito é que todos os seus filhos sejam um e tenham uma só linguagem, que é o amor. O mundo precisa de um pai? Precisa sim. O mundo precisa de esperança? Precisa sim. O mundo precisa de paz? Precisa sim. Mas só através do amor de Jesus vivido em nossas vidas, conseguiremos atrair o mundo para Ele, para que outros vivam esse amor, que é a verdadeira linguagem do povo de Deus.

compartilhar

Artigos Recomendados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *