10 – A capa, a túnica e a segunda milha (Pt 2)

10 - A capa, a túnica e a segunda milha (Pt 2)

Texto Base- Mateus 5:38-42

Introdução:
Antes de partirmos para a análise e aprendizado do texto em questão é importante compreendermos os termos em questão:

Capa: A capa era a roupa interior usada apenas para trabalho laboral ou na intimidade do lar, eram as “roupas de baixo”. Andar com estas vestes em público era desonroso, algo como andar despido (Ver Isaias 20:2) Estas vestes poderiam ser utilizadas como penhor ou indenização em caso de litígio.

Túnica: A Túnica era a veste exterior e tinha dupla função: Proteger contra o vento, o frio e o sol e servir de cobertura para o corpo, era sinal de honra. Por esta razão não poderia ser tomada em caso de litígio.

Análise do texto:
Nesta parte do estudo analisamos o versículo 40: “Mas se alguém quiser processá-lo e tirar-lhe a túnica, deixe que levem também a capa.“

Princípio:
O que está em questão aqui é a obsessão dos homens por exigirem seus direitos legais. Esta observação é completamente contemporânea visto a ampla difusão do litígio em nossos dias.

Mais uma vez é importante observarmos que o texto não nos ensina a passividade diante do rompimento da lei, visto como exemplo a atitude do apóstolo Paulo diante da ilegalidade cometida pelos magistrados em Éfeso ( Atos 16:37).

O princípio aqui em questão é que somos livres da obsessão de lutar por nossos direitos legais a fim de manifestar ao mundo a graça e a misericórdia de Deus, a exemplo do que fez Jesus ao encaminhar-se à cruz. Aprendemos também que o diálogo e o tratamento entre irmãos é o caminho indicado pelas escrituras para a resolução das questões. Este sempre será um caminho mais elevado que o litígio, especialmente frente a descrentes.

Compartilhar

Artigos Recentes