ESTUDO 4 – Amor ao próximo e aos irmãos

ESTUDO 4 - Amor ao próximo e aos irmãos
por

TEMA: A VIDA DE UM DISCÍPULO DE CRISTO

ESTUDO 4 – AMOR AO PRÓXIMO E AOS IRMÃOS
TEXTO BASE – Lv 19:18 – Jo 13:34

INTRODUÇÃO:

Se todos homens e mulheres amassem o seu próximo como a si mesmos, o mundo já seria bem diferente, todos amariam buscando o favorecimento de alguém por ver-se na outra pessoa e sentir-se-ia amado por saber que sempre teria alguém por perto que se vê em sua posição.

Mt 7:12 Disse Jesus: “Assim, em tudo, façam aos outros o que vocês querem que eles lhes façam; pois esta é a Lei e os Profetas.”

O QUE SIGNIFICA AMAR O MEU PRÓXIMO?

● Assim como um dia alguém perguntou à Jesus quem era o próximo dele (Lc 10:29), assim, muitas vezes, continuamos perguntando: quem é o nosso próximo? Amarás o teu próximo como a ti mesmo (Lc 19:18), este é um mandamento de Jesus! Mas qual é o significado desse mandamento? Muito simples: significa que devo desejar para o meu próximo o que desejo para mim mesmo!

● No capítulo dois de Tiago, temos exortação muito valiosa sobre as obras: “De que adianta, meus irmãos, alguém dizer que tem fé, se não tem obras? Acaso a fé pode salvá-lo? Se um irmão ou irmã estiver necessitando de roupas e do alimento de cada dia e um de vocês lhe disser: Vá em paz, aqueça-se e alimente-se até satisfazer-se, sem porém lhe dar nada, de que adianta isso?

● Trocando em miúdos, se estou com fome e tenho um prato de comida e meu próximo não tem, amá-lo implica em fazer algo para ele que gostaria que fizesse por mim, ou seja, devo dividir o prato com ele! Se tenho duas mudas de roupa e ele não tem nenhuma, devo me empenhar para que ele tenha duas mudas também! Para algumas pessoas, só de ler sobre isso já lhes aflige o coração, pois, temos dificuldade de amar o nosso próximo como a nós mesmos, sem contar a dificuldade de entender como isso funciona.

QUEM É O MEU PRÓXIMO?

● Deus não ordenou que amássemos todos os próximos, é impossível amarmos o mundo inteiro! Mas podemos amar uma pessoa, uma família, e começarmos a orar por ela, e então, ajudar em suas necessidades espirituais, materiais e emocionais.

● À resposta da pergunta feita a Jesus, temos a parábola do “Bom Samaritano” (Lc 10:30-35), e no desfecho da parábola, Jesus diz ao perito da lei: “Vai, e procede tu de igual modo”, ou seja, se virmos uma pessoa necessitada (o próximo), devemos atender aquela necessidade, simples assim, não precisa manifestação sobrenatural nenhuma para tomarmos tal atitude.

● Infelizmente passamos por pessoas que sofrem e a única coisa que fazemos é ir para a casa e comentarmos o fato: “Presenciei uma cena horrível hoje. Coitado do homem! Senti tanta pena dele…” Mas somente isso e nada mais. Nada me motivou a fazer parte para mudança desse cenário.

I Jo 3:17 “Se alguém tiver recursos materiais e, vendo seu irmão em necessidade, não se compadecer dele, como pode permanecer nele o amor de Deus?”

A GLÓRIA DE DEUS TEM QUE SER VISTA PELO MEU PRÓXIMO

● Jesus não disse: Deixem que seus lábios falem perante os homens de tal maneira que eles ouçam suas palavras e glorifiquem o Pai. O que Jesus nos diz é: Deixem brilhar a vossa luz – deixe transparecer o seu amor!

Mt 5:16 “Assim brilhe a luz de vocês diante dos homens, para que vejam as suas boas obras e glorifiquem ao Pai de vocês, que está nos céus”.

● Talvez alguns de nós ainda tenha dificuldade com a questão das boas obras, pois, as desmerecemos por conta do mérito da graça – não somos salvos pelas obras, mas pela graça (Ef 2:8), isso para entendermos que nossas obras não têm contribuição nenhuma em nossa salvação, porém, são nossas boas obras que evidenciam a existência do amor de Deus em nós.

● Não conseguimos demonstrar amor somente com abraços e sorrisos. Boas obras são boas obras! Envolve trabalho, envolve servidão, envolve dinheiro. Amar custa caro! Por isso nossas boas obras têm que ser feitas como resultado do amor, para que o nome do Senhor seja glorificado. Lembrando que temos que amar o próximo no presente momento, no lugar onde nos encontramos.

Gl 6:9,10 “E não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não houvermos desfalecido. Então, enquanto temos tempo, façamos bem a todos, mas principalmente aos domésticos da fé.

AMAR AO SEU IRMÃO

● Somos da mesma família, a família de Deus! Em João 13:34, Jesus está dizendo para os discípulos, que eles deveriam amar a seu irmão assim como Jesus os amava, pois só assim poderemos mostram o quanto amamos a Deus.

I Jo 4:20 “Se alguém afirmar: “Eu amo a Deus”, mas odiar seu irmão, é mentiroso, pois quem não ama seu irmão, a quem vê, não pode amar a Deus, a quem não vê.

● Quem pode obedecer ao novo mandamento? quem pode amar os irmãos como Jesus amou? Livrar-se do peso do pecado é bom, mas precisamos nos livrar também do peso do ego. No batismo não é somente o vício, a prostituição, a mentira e outros tipos de pecado de que devem ser sepultados, quando uma pessoa sai da água no dia do batismo, ela está dizendo que deixou para trás ela mesma (o ego), pois, é isso que nos permite olhar de forma diferente para o meu irmão e amá-lo.

● Amar envolve tempo, por isso precisamos arrumar tempo para amar o nosso irmão! Quando dizemos que não temos tempo, estamos apenas revelando o nosso próprio egoísmo, estamos dizendo que só temos tempo para fazer coisas para nós mesmos, coisas que são do nosso interesse, e se sobrar…, o resto…, é para Deus; é para dizer que amo o meu irmão.

I Jo 3:16 “Nisto conhecemos o que é o amor: Jesus Cristo deu a sua vida por nós, e devemos dar a nossa vida por nossos irmãos”.

COMO DESENVOLVER AMOR PELO MEU IRMÃO?

● O apóstolo João nos apresenta em sua carta, um teste muito simples: Conhecemos o amor? Olhe para seu irmão e responda, o que você tem feito por ele? Precisamos ser como uma cidade edificada sobre um monte (Mt 5:14), uma comunidade cristã de irmãos, onde todos se amam uns aos outros.

● O amor deve ser prático (Tg 1:22) e devo começar a praticá-lo com aqueles que pregam o amor! Alguém já viu algum noivo perguntando à sua noiva: Olá! Como vai? Como esta sua família? Bem, está na hora de ir para casa agora. Não! Eles cultivam um relacionamento entre si paulatinamente a ponto de quererem casar-se.

● Jesus disse que devíamos dar a vida pelo nosso irmão. Desenvolver relacionamento com os irmãos, não é dar a vida, mas já é o começo. Depois que começamos a praticar essas coisas (atitudes, gestos, programações) que nos aproximam, a recíproca é inevitável, mas, é preciso que comece conosco primeiro! O amor é a arma mais poderosa do mundo! Jesus conquistou o mundo pelo amor e a ordem é para que façamos o mesmo.

Jo 13:35 “Com isso todos saberão que vocês são meus discípulos, se vocês se amarem uns aos outros”.

PARA REFLETIR:

  • O que significa para você amar ao próximo?
  • Você tem algum conflito entre salvação pela graça e boas obras?
  • Amar custa caro! Pare e pense na significância disso.
  • Você consegue enxergar seu irmão como alguém de sua família?
  • Que tal abraçar hoje o desafio de amar um irmão? Será que pode listar algum?

O Discípulo, Juan Carlos Ortiz

compartilhar

Artigos Recomendados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *